quarta-feira, 27 de outubro de 2010

SERÁS TU UM ÍNDIGO ADULTO?


Sim, tu podes ser um índigo adulto. Os índigos não começaram a chegar à Terra recentemente; o que acontece é que, simplesmente, o seu número tem vindo a aumentar cada vez mais, até, neste momento são já tantos que, finalmente, não podemos ignorá-los.

Será tu um índigo adulto?
Eu creio que os índigos adultos têm as seguintes características:

• São inteligentes ainda que, na escola, não tenham tirado as melhores as notas.

• São muito criativos e desfrutam fazendo coisas.

• Sempre precisam de saber PORQUÊ; especialmente quando se lhes pede que façam algo.

• Desagradava-lhes e, se calhar, odiavam grande parte do trabalho repetitivo e obrigatório da escola. Na escola, eram rebeldes negando-se a fazer os trabalhos e recusavam a autoridade do professor. Ou, então, gostariam de se revoltar mas não se ATREVIAM, geralmente por causa da pressão dos pais.

• É possível que tenham experimentado depressão existencial bem cedo e sentimentos de impotência, os quais podem ter ido desde a tristeza até ao total desespero. Sentimentos suicidas durante a escola secundária ou até antes, são relativamente freqüentes no Índigo adulto.

• Têm dificuldades em empregos não dedicados ao serviço. Os índigos resistem à autoridade e ao sistema laboral hierárquico. Preferem esforços cooperativos, posições de liderança ou trabalhar sozinhos. Têm profunda empatia por outros, mas também uma profunda intolerância perante a estupidez.

• Podem ser extremamente sensíveis emocionalmente, inclusive chorando ao mínimo motivo (sem proteção). Ou, então, podem ser o oposto e não mostrar qualquer expressão de emoção (proteção completa). Podem ter problemas com a IRA. Têm problemas com os sistemas que consideram «gastos» ou ineficazes, como por exemplo, o sistema político, educativo, médico, legal, etc.

• Afastamento ou sensação de irritação com a política, sentindo que a tal voz não conta e que o resultado, realmente, não importa. Frustração ou rejeição do tradicional “sonho americano”: trabalhar oito horas, matrimônio, 2.5 filhos, casa com uma cerca branca, etc.

• Ira quando são privados dos seus direitos; medo e/ou fúria perante o “Grande Irmão (Big Brother) que está a observar-te”.

• Um ardente desejo de fazer algo para mudar ou melhorar o mundo. É possível que não saibam o que fazer. Talvez tenham problemas para identificar o seu caminho. Têm interesses psíquicos ou espirituais desde muito novos; antes ou durante a adolescência.

• Tiveram poucos ou nenhum modelo índigo para imitar. Possuem forte intuição.

• Padrão de comportamento ou estilo mental aleatório (sintomas de Desordem de Falta de Atenção).

• É possível que tenham problemas para se concentrarem nas suas tarefas. Podem saltar de tema durante as conversações (palestras, dissertações, etc).

• Tiveram experiências psíquicas, tais como premonições, ver anjos ou fantasmas, experiências fora do corpo, ouvir vozes, etc.

• Podem ser sensíveis à eletricidade: os relógios não funcionam, as lâmpadas apagam-se quando passam por debaixo delas, os aparelhos elétricos funcionam mal ou queimam-se os fusíveis.

• Podem ter consciência de outras dimensões e realidades paralelas.

• São muito expressivos sexualmente. Também podem recusar a sexualidade por aborrecimento ou com a intenção de conseguir uma ligação espiritual mais elevada. Podem explorar tipos alternativos de sexualidade.

• Procuram o significado das suas vidas e a compreensão do mundo. Podem consegui-lo através da espiritualidade ou da religião, grupos ou livros de auto-ajuda.

• Se chegam a encontrar o seu equilíbrio, podem converter-se em indivíduos muito fortes, sãos e felizes.

Esta é a minha opinião, baseada em conversas com outros índigos adultos e a minha extrapolação a partir de indicadores de Crianças índigo projetados para uma geração atrás.

Wendy Chapman – http://www.metagifted.org/
Título original: Are you an Adult Indigo?
Traducción: Victoria Ruiz (www.cultivaelespiritu.com.ar)
Tradução para português: Vitorino de Sousa (www.vitorino.desousa.com)
Fonte: www.velatropa.com/criancas_indigo/es_indigo_adulto.pdf
www.magodaluz.com.br/indigo/index.htm


FONTE: http://somostodosum.ig.com.br/blog/blog.asp?id=7622

8 comentários:

  1. olá sou o LUIS quero dizer que me reveijo em tudo o que escreveu ,tenho 37 anos e desde sempre me senti diferente das pessoas que me rodeiam .passei por todas essas fazes que falou e continuo a passar,gostaria que me desse informaçoês do que é ser um Índigo na realidade.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Luis!
    Que bom que você está por aqui, seja bem vindo e obrigada pela visita!
    Eu também me identifiquei como um adulto índigo, e o que me ajudou foi a leitura de um livro, onde há histórias de outros adultos índigo, além de explicações sobre ser índigo.
    O livro é Adultos Índigo, de Ingrid Cañete. Tem o site da autora, que você pode entrar em contato com ela: http://www.ingridcanete.com.br/

    Também sugiro a leitura desses textos:

    http://www.flordavida.com.br/HTML/indigo.html

    http://starchildglobal.com/portuguesa/articles/what-pt.html

    Espero ter ajudado. Volte mais vezes, você é muito bem vindo!

    Forte abraço,
    Claudia

    ResponderExcluir
  3. Olá, sou jean, tenho 20 anos e como disse luis no comentário acima ,minhas características também são idênticas as descritas no texto.também passei e estou passando pelas fazes descritas.Me sinto muito diferente das pessoas com quem eu convivo.
    Se puder me ajudar a esclarecer mais como são as pessoas índigo, agradeço!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  4. Ola.Sera que voce ainda esta entrando neste blog e respondendendo às nossas ansiosas perguntas? Bom, desejo muito que sim. Mesmo que este feedback demore, esperarei por ele.
    Olha, gostei bastante deste texto, porem nao ficou muito claro para mim o item que fala sobre a IRA. Poderias esclarece-lo melhor? Vou transcreve-lo aqui: "Ira quando são privados dos seus direitos; medo e/ou fúria perante o “Grande Irmão (Big Brother) que está a observar-te”.
    Obrigada desde já. Ah, tenho 25 anos e rezo para encontrar outros índigos que estejam passando por conflitos , tais como todos relatados acima, principalmente os relativos à intuicao, e ira,os quais nao sao bem compreendidos pela maioria das pessoas. Recomendas algum livro para comecar a ler e me sentir menos E.T nesta dimensao?

    Abracos,
    Iohana Ruiz.

    ps: aqui esta meu blog. Podes gostar. www.naoparareidepensar.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Queridos, Jean e Iohana.
    Muitas almas reencarnaram com a função de ajudar nas mudanças que a Terra está sofrendo, devido ao processo de Transição Planetária. São as crianças índigo, cristal, etc.
    Porém devemos ter em mente que isso é apenas um rótulo e buscar e exercer a benevolência é que determina nosso destino, entre outros atributos.
    Não se sintam ETs, de forma alguma, pois, o planeta está numa fase de transformação, e no futuro, pessoas como vocês é que serão a normalidade.
    Em relação a Ira, acredito que a autora quis se referir ao sentimento que os índigos sentem quando estão diante das injustiças e da opressão.

    Em relação a dicas, leia a resposta acima que tem links e o nome de um livro.

    Forte abraço,
    Clau

    ResponderExcluir
  6. Bom dia!! tenho 24 anos me chamo Lu

    Desde de criança me sinto diferente das demais como se eu sentisse as energias ao meu redor sempre soube que era diferente da outras pessoas nao sei dizer o que exatamente me fazia diferente das pessoas. sempre tinha sensações semelhantes ao do sindrome do panico sempre me interessei pela vida apos a morte desde muito pequena e sempre tive um medo fora do normal de morrer. Serei eu considerado um adulto indigo?

    Gostaria de uma resposta via email: luna_os@yahoo.com.br
    abraços
    Lu.

    ResponderExcluir
  7. Boa noite, onde existe uma associacao que posso procurar em Curitiba, para levar meu filho, ele tem todos as caracteristicas de uma pessoa Indigo

    ResponderExcluir
  8. Existe em São Paulo alguma associação para adultos índigos?

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...